Entendendo o Ciclo da Água - CERTUS COLÉGIO

Entendendo o ciclo da água

By 29 de maio de 20182018, Fundamental, Primeira Linha

O Certus adota anualmente uma lista de livros paradidáticos, que é dividida por série. Os temas são variados e, na educação infantil e ensino fundamental I, o objetivo vai além do incentivo à leitura, contribui uma base forte para trabalhar temas do currículo acadêmico.

Uma rica experiência foi o trabalho realizado pelos estudantes do 2º ano com o livro Bebel, a gotinha que caiu do céu, de Patrícia Engel Secco. Em sua obra a autora conta de forma divertida, a estória de uma gotinha em diversas fases que retratam o ciclo da água. 

COMPARTILHE:  

Para que os pequenos entendessem a mensagem, as professoras apostaram em atividades onde as crianças visualizassem este ecossistema acontecendo.

          

Veja o álbum de fotos

Daria menos trabalho desenhar um esquema na lousa onde a água retida no solo evapora e retorna em forma de chuva para ser novamente absorvida pelas plantas. Mas no Certus o aluno aprende pela prática.

“Só a aula na lousa não teria o mesmo valor e eles apresentariam muita dificuldade de entender. Então o trabalho seria frustrante. Além do que, o nosso objetivo é que eles explorem e tenham experiências de verdade”, defendem Graziela Gualberto e Sabrina Martinez,

professoras do 2º ano da tarde.  

As educadoras optaram então, por um caminho bem mais interessante. Em uma primeira etapa os estudantes leram o livro e produziram um jogo interativo para absorver melhor o conteúdo teórico do ciclo da água.  A partir daí, as professoras propuseram a construção de um terrário, um ecossistema em miniatura onde toda a parte teórica pode ser aplicada na prática.

          

“Em casa as crianças pesquisaram sobre os terrários e trouxeram para a sala de aula tudo o que encontraram”, conta Graziela Gualberto.

 “Descobri o terrário mais antigo do mundo. Ele tem mais de 60 anos”, compartilha admirado Leonardo, estudante de 6 anos.

                           

O melhor momento foi a hora de colocar as mãos na terra. As turmas passaram um dia no pomar construindo seu próprio terrário.

“É muito legal tocar nas cascas de árvore, nas pedras e nas plantas. Na terra tinha até minhocas”, lembra Beatriz do 2º ano B2.

Os terrários ficam expostos nas salas de aula e por meio da observação e orientação das professoras os estudantes percebem a evaporação, precipitação, infiltração e transpiração, que são algumas etapas do ciclo da água, de forma natural e divertida.        

 

 

Venha conhecer o Certus! 

Vamos conversar?Vamos conversar?

Leave a Reply