INFÂNCIA | PEQUENO PRÍNCIPE E PETER PAN ENCERRAM A TEMPORADA DE ESPETÁCULOS DO TECER

By 20 de dezembro de 20172017, Eventos, Primeira Linha, TECER
Pequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatrais

Apresentadas no final de novembro e começo de dezembro no Certus, encenações trouxeram ao público adaptações que exploraram novas possibilidades de espaço cênico.

Pequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatrais
Quando o escritor francês Antoine de Saint-Exupéry escreveu a história da amizade entre um homem cujo avião caiu no deserto que encontra um principezinho vindo de um asteroide no espaço, provavelmente não esperava que a obra se tornasse o terceiro livro mais traduzido no mundo.

O escocês James Matthew Berrie idealizou seu texto para o teatro, escrito inicialmente em 1902 e, publicado como livro em 1911, tem inspiração na relação do autor com as crianças de Sylvia Davies, sendo posteriormente, adaptado ao tablado.

Além de mudanças pessoais, o teatro
proporciona experiências inesquecíveis,
pois saber que a sua interpretação
levou a mudança do próximo é algo incrível.

Pedro Henrique Morello Calipo
(Piloto, em Pequeno Príncipe e Smee, em Peter Pan)
– aluno Tecer 

Pequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatrais

Respectivamente, Saint-Exupèry com Pequeno Príncipe e Berrie com Peter Pan se encontraram no Certus nas adaptações do grupo Tecer. Na primeira encenação, um piloto que aos seis anos de idade abandona os sonhos de uma possível carreira como desenhista para se preocupar com as coisas sérias. Na segunda, um garoto que se recusa a crescer para se tornar adulto e lidar com as responsabilidades, abdicando também do amor. Em comum, a reflexão de um ponto fundamental no desenvolvimento humano: a infância.

Pequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatrais

O tecer não é só um grupo de teatro,
é uma grande família, onde um ajuda o outro.
Lá criei amizades com as pessoas,
que nunca teria pensando em ter.

Flávia Pereira Dias
(Raposa, em Pequeno Príncipe, Menino-perdido, em Peter Pan)
– aluna Tecer 

Pequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatrais
Para o espetáculo do francês, o diretor e professor de teatro Márcio David propôs ao público um processo de imersão. Em um espaço simulando um planetário tendo o espectador em meios às estrelas como os personagens, o objetivo era se aprofundar na filosofia da obra e carga emocional. “Minha intenção era que: assim como foi trabalhado com os alunos, o espectador também saísse impactado com o texto, pensando na importância dos relacionamentos”, comenta Marcio. “Como o piloto, eu quando ganhei o livro do meu irmão, só pensava em coisas sérias e não via fundamento no presente recebido”.

Pequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatraisPequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatrais
Em Peter Pan, a proposta foi levar a plateia ao universo do personagem participando dos conflitos e da diversão da história. Tendo um local convertido em teatro de corredor, inspirado no Teatro Oficina Uzyna Uzona, do encenador José Celso Martinez Corrêa, a peça brinca com a linguagem cênica teatral somada as perspectivas visuais do cinema 3D e IMax: “Essas duas linguagens da sétima arte exploram a sensação de sentir-se dentro da obra. Ao ter o espectador no corredor e cenas em que os personagens parecem que em algum momento vão quase tocá-lo, consigo explorar a interatividade comum em nossas encenações e trazer novas emoções e sensações ao público”, complementa o professor.

Os dois espetáculos converteram em uma carga emocional forte para o grupo. Integrando e aproximando os alunos em todo o processo, principalmente durante as apresentações. “O Tecer esse ano foi uma experiência incrível, pois fiz novas amizades, teve muitas risadas, alegrias, lágrimas e muito mais…”, relata Gabriel Kellner, que estreou como protagonista em Pequeno Príncipe. E conclui: “Trazer essa emoção para o público, foi uma das coisas mais legais que aconteceram para mim”. O trabalho em grupo é ponto crucial para o sucesso no tablado.

Pequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatrais

Certo é o que ficou para cada integrante: a mensagem de que o essencial é invisível aos olhos, e que nos palcos como na vida, viver é uma incrível aventura, mesmo que seja necessário crescer.

A infância não se perde. Não deve ser esquecida.

Pequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatrais
Veja o álbum de fotos

Ficha técnica

Pequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatraisPequeno Príncipe: roteiro e direção Márcio David, com assistência de direção de Victor Freitas e Gabriel Rodrigues.
Elenco: Gabriel Kellner, Pedro Calipo, Amanda Beatriz Nunes, Bárbara Caris, Ivanna Santana, Ester Krashunche, Flávia Dias, Giulia Tomé, Gustavo Oliveira, Raphaella Amorosino, Taynara Rocha, Victória Ragassi.

 

Pequeno Príncipe e Peter Pan são encenados pelo Tecer, grupo de Teatro do Certus tendo a infância como tema permeador das duas peças teatraisPeter Pan: roteiro Victor Freitas, direção Marcio David e Victor Freitas, com assistência de direção de Gabriel Rodrigues e Gabrielle Pellegrine. 
Elenco: Victor Freitas, Amanda Nunes de Melo, Gustavo Oliveira, Isabela Wick, Ivanna Santana, Márcio David, Ester Krashunche, Flavia Dias, Gabriel Kellner, Gabriel Rodrigues, Giulia Tomé, Henrique José, Lívia Cintra, Raphaella Cristina, Pedro Calipo, Victoria Ragassi, Vinicius Pitondo.

 

Saiba mais sobre o que Pequeno Príncipe e Peter Pan tem em comum, clique aqui.

COMPARTILHE:  

TAG: #PequenoPríncipe #PeterPan #Teatro #Tecer #Fundamental #Médio #EuVivoCertus #Grandesvoosnãoselimitam #aprenderaconviver #aprenderafazer #aprenderaconhecer #nóssomosunesco #Nóssomosasas #Euvivocertus #Nóssomosassim #ColégioemInterlagos #EscolaemInterlagos #EscolanaCidadeDutra #ColégionaCidadeDutra

[/vc_column_text]
Aprender a fazer - pilar da unesco vivenciado nas práticas pedagógicas do Certus

Venha conhecer o Certus! 

Vamos conversar?Vamos conversar?

Últimas

Tem matemática no boliche!

| 2018, Fundamental, Primeira Linha | No Comments

Para muitos adultos aprender matemática foi algo muito complicado. E a maneira como foram apresentados à disciplina tem grande responsabilidade neste contexto. Entretanto, é possível aprender sem causar traumas e…

Nossas mascotes, as tartarugas

| 2018, Eu Vivo Certus, Primeira Linha | No Comments

No dia 23 de maio se comemora o dia da tartaruga. Pré-históricas, as primeiras habitaram a Terra há mais de 200 milhões de anos. Um dos animais mais antigos do…

Vivenciar o cotidiano escolar

| 2018, Eventos, Primeira Linha | No Comments

Compartilhar práticas e estreitar relacionamentos é primordial para o desenvolvimento dos estudantes. É vital a participação da família nesse contexto e, eventos como a Vivência, possibilitam compreender melhor o trabalho…

Futebol Americano, por dentro da modalidade

| 2018, Esporte, Primeira Linha | No Comments

Imergir em uma cultura diferente aumenta nosso repertório e abre um mundo de possibilidades que antes parecia inatingível. Desta forma, proporcionar experiências que fujam do contexto geral é um desafio…

[/vc_column][/vc_row]

Leave a Reply